Artigos

 

         MENSAGENS EDUCATIVAS POSITIVAS     

 

 

 

 TEMA: PAIS: O FUTURO DA SOCIEDADE, NAS MÃOS, HOJE!

Esse texto é para sua reflexão sobre a importância da educação dos filhos.

É autorizado o uso do texto por quaisquer meios.

               

   

    A sorte das crianças e dos jovens está nas mãos dos pais e dos educadores, os representantes da sociedade que direcionam a evolução das crianças e dos jovens. Que tipos de seres humanos estão sendo formados hoje, para que haja uma melhor sociedade no  futuro?

      Quando se tem uma montanha pela frente, o que fazer para se chegar ao topo, o objetivo da escalada? É preciso primeiro querer chegar ao topo e depois começar a escalada, dando um passo em sua direção. A sociedade humana, do mesmo modo, deve se perguntar que objetivo deseja alcançar, na educação das novas gerações. O que for feito hoje, poderá ou não, anunciar um horizonte onde haja uma sociedade com pessoas mais saudáveis, e melhor preparadas para serem cidadãos conscientes e mais equilibrados.

      As novas gerações, as crianças e os jovens de hoje, são a esperança de um mundo melhor, de uma sociedade mais humana e feliz, e consequentemente, menos violenta e menos egoísta. Mas essa esperança de uma sociedade melhor, no futuro, vai depender dos pais e dos educadores e das atitudes que a sociedade tiver com as novas gerações, nos dias de hoje. É como se as crianças e os jovens, da atualidade, dissessem como o salmista disse a Deus: Nas tuas mãos está a minha sorte. Ou como diz a Bíblia em Jó 32:7: Que fale a voz da experiência (os adultos), que os muitos anos mostrem a sua sabedoria (para as crianças e os jovens).

      Mas o que a sociedade "madura", os adultos de hoje, estão ensinando às novas gerações? Ensinando-os a não terem limites, a não serem responsáveis pelos seus atos, achando que podem tudo, formando uma "Geração pode tudo"? Ensinando-os com as atitudes e os comportamentos de só terem uma preocupação, a "levarem vantagem em tudo", como os vários escândalos nacionais demonstram? Que tipo de valores a sociedade está incutindo na cabeça das novas gerações? A não se esforçarem em estudar e evoluir como seres humanos, pois é mais fácil ser, por exemplo, jogador de futebol, e a TV mostra constantemente exemplos de jogador com pouco estudo mas que ganha milhões. Ou rebolar o traseiro ou usar chicote, máscara e roupas íntimas em público para obter sucesso, como a TV e revistas mostram? Valores de só ter cada vez mais bens materiais e dinheiro, em detrimento de "ser cada vez mais" uma pessoa com qualidades, honesta, esforçada e outras características boas de seres humanos?

      A sociedade de hoje está formando pessoas agressivas, violentas, cuja convivência com os outros é pautada por socos, pontapés, facadas, tiros e outras violências para destruir o outro. Esse aprendizado é feito desde a tenra idade, como comprovou um mapeamento estatístico da ONU (Organização das Nações Unidas) em seis emissoras abertas no Brasil, recentemente, no qual detectou 1.421 crimes sendo mostrados, em uma semana, em desenhos animados para crianças! E o que falar dos "ensinamentos" que as crianças e jovens aprendem com os vídeo games? O objetivo é destruir, tudo o que estiver pela frente, inclusive pessoas, e quanto mais for destruído, mais pontos terão! Com aprendizados como esses, é possível que a sociedade de hoje esteja formando pessoas com as características negativas como ser humano, tais como: ausência de valores positivos, afetação, agressividade, alcoolismo, antipatia, arrogância, cinismo, cobiça, covardia, culpa, crueldade, depressão, derrotismo, dependência, depressão, desprezo, desonestidade, desmotivação, desobediência, discórdia, egoísmo, fingimento, frustração, gula, hipocrisia, hostilidade, incapacidade, incoerência, indecisão, indiferença, indisciplina, infelicidade, inferioridade, infidelidade, irritabilidade, insegurança, inveja, inibição, ira, irresponsabilidade, insensibilidade, insubordinação, intolerância, mágoa, maledicência, medo, mentira, maus hábitos (cigarro, álcool, drogas, etc.), obsessão, ódio, opressão, orgulho, pedantismo, pessimismo, preconceito, preguiça, sarcasmo, soberba, submissão, superioridade, tristeza, vandalismo, etc.

      Essa realidade gritante mostra que os adultos de hoje, a sociedade como um todo (e ela engloba você, eu, todas as pessoas!) precisa repensar as mensagens que as novas gerações estão recebendo e formando suas personalidades se desejam formar pessoas mais responsáveis, que saibam os seus direitos mas também os seus deveres (a começar pelo dever de respeitar a vida dos outros seres humanos, respeitando os adultos, seus pais, seus educadores e outros que os estão formando...), que evoluam mais equilibradas emocionalmente (em especial que saibam tolerar frustrações sem terem ataques de violência....), que possam ser pessoas com maior harmonia, maior autenticidade como pessoas, maior autonomia, com princípios éticos, com valores de "ter" bens materiais e dinheiro para uma vida normal, mas também que valorizem o ser pessoa de qualidade. Mas precisará repensar se a sociedade ainda deseja desenvolver traços saudáveis como ser humano, como por exemplo: amor fraterno, aceitação da realidade, alegria, altruísmo, autenticidade, bondade, caridade, cavalheirismo, civilidade, coerência, colaboração, compaixão, compreensão, compostura, confiança, consciência, consideração, constância, convicção, cooperação, coragem, cordialidade, dedicação, desprendimento, disciplina, eficiência, empatia, entusiasmo, equidade, equilíbrio, esperança, estima, espontaneidade, fidelidade, firmeza, fortaleza moral, generosidade, harmonia, heroísmo, honestidade, humildade, idealismo, independência, integridade, intimidade, justiça, lealdade, liberdade, moderação, motivação, naturalidade, otimismo, paciência, parcimônia, paz, perdão, perseverança, probidade, responsabilidade, sabedoria, sensibilidade, sentido na vida, simpatia, sinceridade, simplicidade, temperança, tolerância, tranquilidade, etc.

      Dizem que o Brasil é um país subdesenvolvido. A realidade mostra que esse não é o problema do Brasil, mas que o real problema é submentalidade, é acomodação das pessoas, pois frente a uma situação ruim deixam como está, nada fazem, para ver como vai ficar. O que falta à sociedade de hoje são pessoas capazes e com a decisão de fazerem a sua parte para a melhoria da sociedade, pessoas que assumam a responsabilidade pelas mudanças à sua volta. Sobre esse aspecto, o Japão tem uma grande lição de vida a dar, pois ao final da Segunda Guerra, com duas bombas atômicas jogadas em seu território, era um país arrasado e derrotado. Mas esse país tinha uma riqueza especial que o fez dar a volta por cima e evoluir como um país moderno e desenvolvido. Essa riqueza especial era GENTE, que arregaçou as mangas e cada um fez bem a sua parte, colaborando para o crescimento de uma melhor sociedade e de um país.

      Mas ainda há muita gente no Brasil, em especial os políticos e os que poderiam realmente executar alguma coisa, que agem como a maioria daqueles personagens da historinha: certa vez pegou fogo em uma floresta. Todos os animais fugiam para se colocar a uma distância segura. A maioria, depois de estarem seguros, ficava criticando que ninguém ia lá apagar o fogo, que nada se estava fazendo para enfrentar a situação. Mas, um passarinho, um pardal, voava do riacho até as chamas e jogava uma gota de água que carregava em seu bico. Fazia isso muitas vezes até que um elefante o parou e perguntou se ele achava que ia conseguir apagar as chamas jogando aquela gotinha de água nas chamas. O pardal lhe disse que não tinha certeza, mas ele sabia de uma coisa, ele estava fazendo a parte dele!

      É provável que os pais e os educadores e outras pessoas da sociedade de hoje desejem, como o pardal da história, fazerem a sua parte bem feita para que as crianças e os jovens possam evoluir de modo mais saudável e feliz, colaborando para que no conjunto, a sociedade seja melhor no novo milênio. Mas muitos têm dificuldade em saber quais as atitudes corretas ou melhores, quais os caminhos nessa direção que poderiam ser seguidos. Há muita literatura sobre esses assuntos, mas um livro em especial foi escrito com a finalidade de ajudar os pais e educadores, chama-se "CRIANÇA FELIZ, ADULTO FELIZ", encontrado pelo site  www.editora-opcao.com.br

      Nesse livro de 271 páginas, são apresentas as opções práticas e os caminhos que os pais e os educadores têm para que possam formar crianças e jovens mais saudáveis e felizes, para que possam cumprir bem e melhor a grande missão de desenvolver seres humanos saudáveis, em especial, no importante papel de estimular as crianças para terem emoções saudáveis. O livro é um verdadeiro guia prático para os pais e educadores para que cada um possa fazer bem a sua parte, colaborando para que as crianças cheguem a ser adultos felizes. A sociedade humana ainda tem solução, ainda poderá ter um melhor destino, tendo mais "gente de qualidade". O futuro dessa sociedade está, sim, nas mãos dos pais e educadores de hoje, nas mãos de cada um da sociedade humana! Que cada um possa fazer bem a sua parte, para haver um futuro melhor!     


*  O livro citado pode ser pedido pelo Formulário de Compra existente no site www.editora-opcao.com.br  O livro não é vendido em livrarias. Pode ser solicitado, inclusive, com a dedicatória do autor.

*  Relacionado ao assunto deste artigo leia no site, em especial os artigos "Prá que serve o papai?", "A (in)disciplina e a sobrevivência da sociedade", "Diga não à violência e sim ao agir com cidadania", "A autoimagem e a violência", "Um novo enfoque da violência", "Filhos, troquem de luar com seus pais" e "Pais, troquem de lugar com seus filhos", "Educação para um mundo melhor: firmeza com coração". E há também, o livro "Disciplina e a Educação para a Cidadania", encontrado nesse site. 

 

É autorizado o uso do artigo, por quaisquer meios, com a indicação do autor e do site.